Eu me sentia cansado, no corpo e na mente.
Charles Bukowski.
Se for pra ter um fim, que seja antes de mim se apaixonar.
Nevaradas.
Já sou fria como o inverno, me decepcione que eu nevarei.
Nevaradas.
Acho que estou desgostando de você.
Nevaradas.
O vazio também transborda.
Infinito Particular.  
Tão quieta e ao mesmo tempo tão intensa, tão insegura e tão segura de si ao mesmo tempo, tão fria e tão quente, tão apaixonada e também magoada por dentro, sou tão tudo e tão nada sou tão sei lá…
Nevaradas.
Você é um anjo que Deus mandou para eu cuidar.
Nevaradas.
Aprende, Maria

nem tudo nessa vida pode ser dito. Por mais bonito que seja tem que ficar guardado para si.

Até as borboletas do meu estômago você matou.
Nevaradas.
Perdão, poetas do mundo inteiro, mas a felicidade não é alguém. Cartas de amor, músicas e poemas não podem mudar a realidade. Nem a verdade poética pode sobrepor a verdade dos olhos. Concordo que completude é um desejo inato. Todavia, um desejo não deve sobrepor a complexidade da vida. Isso é perigoso. Discordo dessa visão reducente sobre a vida, quando afirmam que a felicidade está na realização amorosa. A vida é muito mais do que isso. Já morri de amores, já ressuscitei e a vida continua. Vale a pena viver um amor com grande intensidade. Entretanto, tudo deve ser vivido em intensidade. Faça o que te faz bem! Ampliar os sentidos e viver plenamente. Aproveitar a família, aproveitar a natureza e enxergar a beleza que está diante dos olhos e poucos sabem enxergar. Importante, também, enxergar aquilo que não é belo. Enxergar as pessoas que sofrem em meio a tanta desigualdade social. Enxergar as pessoas que são vítimas de um mundo racista, machista, fundamentalista e todos os “istas” possíveis. Talvez aí encontraremos o amor em meio a tudo. Porque o amor é um mistério. Porque buscar um “fim” é muito perigoso. É mais seguro viver do que adiar nossas realizações para quando encontrarmos “alguém”. Viver é fácil, difícil é encaixar nossa felicidade no padrão de felicidade imposto por esse mundo consumista. Hoje é o seu dia.
DANZ.
Pobre menina, de tanto se iludir, mal consegue sentir de tão fria que se tornou.
Nevaradas.
Pobre menina, de tanto se iludir, mal consegue sentir de tão fria que se tornou.
Nevaradas.
Olhos tristes,
Alma cansada
Um dia amou
Agora não sente mais nada.
Nevaradas.
Sempre vai ter alguém que vai fazer você desejar, nem que seja por um momento, nunca mais amar.
Nevaradas.
T